ReactJS, a biblioteca JavaScript para ‘front-­end’ desenvolvida pelo Facebook

0

A quantidade de bibliotecas JavaScript dedicada ao desenvolvimento de front-end tem subido nos últimos anos. ReactJS é um bom exemplo. Atrás dela há uma equipe de engenheiros do Facebook, uma das empresas mais importantes do mundo.

JavaScript é a linguagem de programação que está mudando quase tudo. Por dois anos, o boom sobre ela tem sido enorme, com o lançamento de inúmeras bibliotecas para a parte de projetos digitais de front-end, especificamente para o desenvolvimento de aplicativos. Um exemplo perfeito disso é esReactJS, uma biblioteca JavaScript para o design do aplicativo de uma única página ou SPA (em aplicação de uma única página em Inglês).

Uma das vantagens de ReactJS com respeito a outras bibliotecas é que, por trás há uma das empresas mais importantes do mundo.

ReactJS é uma biblioteca em JS desenvolvida por engenheiros Facebook para facilitar interfaces de desenvolvedores de projeto que atendam aos mais altos padrões de experiência do usuário. Por agora é uma biblioteca que está na versão 0.10.7 e tem uma licença de código aberto.

hacker-1500894_960_720

Algumas características importantes de ReactJS:

– JavaScript é uma biblioteca, não uma estrutura de desenvolvimento em JavaScript. ReactJS, portanto, não competem no mesmo mercado que outras soluções como AngularJS, EmberJS ou Backbone.js.

– ReactJS lida apenas com a visão da aplicativo dentro de um paradigma Model-View-Controller. Agora, os engenheiros do Facebook recomendam o uso de ReactJS com Flux, a arquitetura da rede social usada para criar aplicativos web para o lado do cliente. Nesse caso, você passa um modelo MVC de um fluxo de dados unidirecional. A ideia é bastante simples: o fluxo de dados do aplicativo em uma direção.

É comum a usar ReactJS com outras bibliotecas ou frameworks de desenvolvimento em JavaScript.

Atualize parcialmente o DOM. Com cada alteração um DOM virtual, permite que o DOM efectivo altere apenas nas partes que tenham sido submetidas a alterações. A vantagem é o consumo de memória melhorada e desempenho em comparação com outros frameworks.

O uso de componentes se tornou uma tendência interessante para o desenvolvimento de aplicativos. A grande vantagem é que, em seguida, esses componentes podem ser reutilizados em desenvolvimentos posteriores. ReactJS é uma biblioteca perfeita para esta nova abordagem.

keyboard-70506_960_720

ReactJS oferece uma alternativa chamada JSX, uma extensão da sintaxe JavaScript que tem uma linguagem XML. É um tipo estático orientado a objeto projetado para rodar em toda a linguagem navegadores modernos. A grande vantagem desta linguagem de programação é que ela é concisa e fácil de definir estruturas de árvore usando atributos. Além disso, a compilação de código é rápida.

ReactJS trabalha com o novo padrão ECMAScript para JavaScript v6.

 

Mais sobre Flux como ReactJS

Os aplicativos desenvolvidos com Flux têm três componentes de ações que ocorrem em aplicativos enquanto os usuários navegam: seleção de itens, a interação com botões ou menus. Cada um destes movimentos de navegação está gerando um evento JavaScript. O que faz cada um dos elementos de um aplicativo com Flux desse evento?

 

– Dispatcher. É responsável pela gestão de todos os eventos disparados por navegação de um usuário e cria várias ações.

– Store. Acumular os dados necessários que então causam uma mudança na visão visto pelo usuário no aplicativo.

– View. É o resultado visual do lançamento de eventos e dados de alteração.

 

Como começar a trabalhar com ReactJS?

Para trabalhar com uma biblioteca como ReactJS é essencial ter instalado na máquina de três elementos: Grunt, uma biblioteca JavaScript para configurar tarefas automatizadas que economizam tempo e custos no desenvolvimento de aplicativos; Node.js, um ambiente em tempo de execução pela camada de servidor; e NPM (Node Package Manager), os módulos do sistema de instalação ao usar Node.js.

 

ReactJS possui duas unidades:

– Browserify: um pacote popular dentro NPM. É uma ferramenta que permite ao desenvolvedor gerenciar dependências no lado do cliente. Fácil módulos de instalação e configuração através de um pacote.

– Babel: compilador de código para o código JavaScript. Permitindo transformar ECMAScript 6, a última versão da linguagem ECMAScript, ECMAScript 5, que ao contrário do SS6 tem suporte em navegadores. É a única maneira de tirar proveito de SS6 sem problemas. A instalação é realizada através de NPM.

ReactJS é uma ótima biblioteca para usar em seus projetos economizando tempo e deixando seu site otimizado.

Deixe uma resposta