Dicas para melhorar o desempenho do JavaScript

0

O Javascript é uma tecnologia fantástica – mas complexa – que enriquece os sites, mas que muitas é um obstáculo para sua operação eficaz, causando prejuízo para a experiência do usuário.

Melhorar a experiência do usuário – quer ele seja um administrador de sistema ou um consumidor – é nossa missão. Por quê? Porque foi provado que uma boa experiência do usuário final aumenta os rankings do Google Search, as taxas de conversão e as taxas de satisfação do visitante da web.

O que isso quer dizer? Melhores negócios para sua empresa e para você!

 

graphic-1552416_960_720

Claro que há várias formas de melhorar sua web na computação, por exemplo verificando o desempenho do carregamento dos websites. Administradores de websites podem fazer um teste de carregamento de página ou usar o contínuo navegador para controle de toda a página. O
carregamento de páginas é afetado por vários fatores, incluindo locação de hospedagem, velocidade da internet, design, desempenho do servidor e do aplicativo e otimização do site. Apresentamos agora as dicas para desempenho do JavaScript. Elas podem auxiliar webmasters e webdevelopers na criação de websites rápidos e gerar uma melhor ao usuário.

 

Dica #1 – Avalie variáveis locais

Em princípio, específico para IE, pois variáveis locais grande parte das vezes são encontradas com base no escopo do mais específico para o
menos específico, e podem passar por níveis múltiplos de escopo, e os look-ups podem decorrer de queries genéricas. Na definição da função do escopo em uma variável local sem uma declaração var precedente, é importante que cada variável seja antecedida por var, de forma a definir o escopo corrente, para impedir o look-up e acelerar o código.

Dica #2 – Crie códigos de atalho para acelerar a codificação

Para códigos úteis de uso constante, a rapidez do processo de codificação pode ser conseguida gerando atalhos para códigos mais longos. Criando atalhos, scripts mais longos não irão demorar tanto para encriptar, e irão economizar tempo no processo como um todo.

Dica #3 – Controle os fragmentos de elementos antes de incorporá-los ao DOM

Antes de colocar elementos no DOM, tenha certeza de que todos os ajustes foram feitos para aumentar o desempenho do JavaScript. Isso elimina a necessidade de colocar de lado as APIs Prepend ou Append jQuery APIs.

Dica #4 – Economize bytes usando Minification

Reduza o tamanho dos arquivos de seus arquivos JavaScript eliminado caracteres (abas, código-fonte, documentos, espaços etc) sem alterar a funcionalidade do arquivo.

Há algumas ferramentas de Minification que podem auxiliar nesse processo, com a possibilidade de reversão. Minification é o processo de eliminação de todos os caracteres que não são necessários ao código-fonte, sem alterar sua funcionalidade.

computer-1209641_960_720

Dica #5 – Não use loops aninhados se não precisar

Evite loops se estes não forem precisos, tais como for/while, de forma a manter a linearidade do JavaScript e não precisar de passar por milhares de objetos. Loops que não são necessários podem fazer com que o browser trabalhe mais arduamente para processar os códigos e podem atrasar o processo.

Dica #6 – Faça cache de objetos para melhorar o desempenho

Alguns scripts são usados de forma repetida para acessar certo objeto. Armazenando um objeto muito acessado em uma variável, e usando uma variável em referências posteriores a esse objeto, você pode conseguir um aumento do desempenho imediatamente.

Dica #7 – Use um arquivo .js para cache de scripts

O uso desta técnica permite um melhor desempenho, pois permite ao browser carregar o script de uma só vez, e somente voltar a chamá-lo do cache se a página for revisitada ou recarregada.

Dica #8 – Coloque o JavaScript no final da página

Incluir os scripts o mais próximo possível do final da página vai melhorar a velocidade de renderização e melhorar o paralelismo de download. O resultado é que a página vai carregar mais rapidamente, e em alguns casos pode poupar no total de código necessário.

Dica #9 – Use o jQuery como framework

Usado no scripting do HTML, o jQuery torna as coisas mais fáceis na
utilização da biblioteca JavaScript que pode auxiliar a aumentar a velocidade de seu website. O jQuery oferece um grande número de plug-ins que podem ser utilizados rapidamente, mesmo por desenvolvedores iniciantes.

Dica #10 – Comprima seus arquivos com GZip

O GZip pode diminuir muito o arquivo JavaScript, economizando largura de banda e aumentando o tempo de resposta. Os arquivos JavaScript podem ser muito grandes e, sem compressão, podem derrubar seu website. Arquivos menores oferecem uma experiência na web mais satisfatória e mais rápida.

Dica #11 – Não use a palavra-chave “With”

A palavra-chave “With” é considerada uma ovelha negra por ter
várias falhas que podem ser muito frustrantes. Embora simplifique o trabalho com propriedades locais mais fáceis, a “With” pode fazer a busca por variáveis em outros escopos mais custosas.

 

Essas são nossas dicas para melhor o desempenho do JavaScrip. Se você conhece mais dicas, comente aqui nos comentários.

Deixe uma resposta